O Melhor da Infância. |Tony Casanova.

mao-escrevendo-caneta-de-pena-folha-papel

  Sabem aqueles momentos em que você começa a receber flash da história da sua vida? Hoje é um destes dias. Parece que todo saudosismo adormecido resolve acordar de uma hora para outra e começamos a relembrar coisas que nos marcaram no passado. Ás vezes imaginamos que não temos grandes momentos enquanto os temos fresquinhos na mente e só vamos saber o quanto nos marcaram quando as memórias são acesas na lembrança. Comigo acontece assim, o passado vai e volta nos meus pensamentos.

  Hoje comecei a lembrar da minha infância, como era gostoso em outros tempos. Longe da tecnologia e dos celulares, as crianças brincavam em áreas abertas, interagindo entre si e com brincadeiras saudáveis. Não era o que temos hoje para nossas crianças que apenas interagem através de redes sociais e levam uma vida ociosa, sem correr, pular ou mesmo conversar com pessoas reais. Durante a minha infância todas as brincadeiras eram estimulantes e interativas. Elas podiam ser em grupos e sempre possuíam atividades físico motoras que são importantes para o desenvolvimento saudável das crianças.

  Não era só o físico que recebia estímulos destas brincadeiras, mas a mente também era estimulada em exercícios de inteligência muito proveitosos. Agora me vi correndo com os amigos empurrando pneus usados com cabos de vassouras enfiados neles. Era simulando um veículo e para que os cabos de madeira deslizassem fácil colocávamos algum tipo de óleo ou água com sabão na parte interna do pneu. Também haviam os carrinhos com latas de óleo que nós mesmos construíamos em um perfeito exercício de criatividade. Geralmente eram caçambas que enchíamos de areia para transportar até algum lugar. Aquilo nos mostrava a luz futura da responsabilidade profissional.

  Haviam os peões de madeira que giravam rápido quando a enfieira de algodão era puxada com força. Nesta brincadeira haviam várias modalidades como a disputa entre amigos ou o giro isolado. Até mesmo a exibição em grupo era estimulantes. Quase todas as brincadeiras tendiam ás participações em grupo, ou seja, a interação que reforçava a sociabilidade entre as crianças. Tudo regado com muita alegria. Muita atividade física e interatividade. Não há dúvida de que os tempos eram outros e que havia maior sociabilidade, saúde e respeito entra as crianças.

  Que bom seria se estes tempos voltassem, mas infelizmente estamos fadados ao limbo da virtualidade, onde adultos e crianças não mais trocam cumprimento entre si ou mesmo cumprimentam seus vizinhos e amigos de infância. Preferem um mergulho na virtualidade, deixando até a família de lado às vezes. Que pena que chegamos a este ponto e quão bom seria resgatarmos a infância que já tivemos onde tudo era feito em grupo com alegria e interatividade. 

Texto do Escritor e Autor Tony Casanova. Todos os Direitos Reservados e garantidos pelas Leis Nacionais e Internacionais de Proteção aos Direitos de Propriedade Intelectual. Proibida a cópia, colagem, reprodução ou divulgação de qualquer natureza, do todo ou parte dele, independente dos meios ou fins. A violação destes Direitos constitui-se crime e está passiva das punições legais cabíveis. 
Saiba mais do autor NESTE LINK
Anúncios

Comente a matéria

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s